Esta semana trago-vos este post um dia mais tarde que o normal, mas ontem foi o meu aniversário e decidi fazer um post diferente. Ainda assim, decidi trazer-vos na mesma este post pois, se estiverem a seguir as estreias aqui pelo blog, não quero que se percam.
   Esta semana podem ver os seguintes filmes nas salas de cinema:

                 
   Como Falar Com Raparigas Em Festas                                        Godard, O Temível


              
   Han Solo: Uma História de Star Wars                                                   LBJ


               
          Monsieur & Madame Adelman                                          O Labirinto da Saudade


             
                        Os Invisíveis                                                        Quando o Amor Chega



                          Submersos



   Se desejarem mais informações sobre algum dos filmes podem, como já é habitual, clicar nos respectivos títulos, ou cartazes, e serão redireccionados para a página de cada um deles. 
   Das estreias da semana, assisti ontem ao filme "Han Solo: Uma História de Star Wars" e recomendo-o a todos os fãs do personagem ou da saga, eu gostei muito!
   Pensam assistir a algum destes filmes no cinema, ou ficaram curiosos com algum título em especifico? Contem-me tudo nos comentários.

   Até breve...


   E cheguei aos 30! Com dias bons e menos bons, com alegrias e tristezas... mas são as situações que vivemos que fazem de nós aquilo que somos hoje! Estou imensamente grata por mais um ano de vida!
   Tem sido uma caminhada de aprendizagens constantes, que espero que continue por muitos anos, junto daqueles que mais amo.
   Happy Birthday to me!!

Sinopse:
   Alexandria Collins tem uma semana para viver os seus sonhos. Nascida numa família tradicional, está habituada ao privilégio mas também às amarras que a alta-sociedade impõe aos seus. É por isso que uma semana de férias com a sua melhor amiga é a oportunidade perfeita para ignorar as convenções. Uma tarefa que não é fácil para uma pessoa tão recatada como ela. Então... por que não imaginar que é outra pessoa? 
Durante essa semana, Alexandria decide transformar-se na aventureira e destemida Alex. Mas ao conhecer o misterioso e sedutor Lennox, acontece o impensável. Quando ele lhe pergunta o nome, ela não diz ser Alexandria ou mesmo Alex. Na presença de Lennox, ela dá por si a ser mais do que aventureira, mais do que destemida: ela é insaciável. E quando lhe diz chamar-se Charli... aquela que seria uma escapadela entre amigas passa a ser uma semana de tórridos prazeres. 
Lennox Demetri não é homem de hesitações. Deseja Charli assim que a vê. Juntos, fazem um pacto: nada de nomes, nada de compromissos. Uma semana apenas, e nada mais. Charli vai dar-lhe a conhecer cada centímetro do seu corpo... mas o resto guardará para si. 
Só que as decisões tomadas a coberto da noite ficam sempre expostas com o raiar do dia... e é ao regressar ao lar da família que Alexandria perceberá o verdadeiro significado da palavra traição.

Opinião:
   Este livro foi-me gentilmente cedido pela leYa em formato ebook. Ainda que tenha levado algum tempo a lê-lo, fiquei desde logo muito curiosa com a sua capa e sinopse.
   Não sabia muito bem o que esperar da escrita pois nunca tinha ouvido sequer falar desta escritora e, ainda que a cotação do goodreads fosse boa, estava um pouco desconfiada. 
   No início do livro fiquei ainda mais de "pé atrás" pois pensei que ia ser mais um livro cliché que tenta copiar as "As Cinquenta Sombras de Grey". Contudo, à medida que fui avançando na história percebi que estes livros não se podem comparar de forma alguma, pois toda a estrutura da história e dos personagens é totalmente distinta. Claro que poderemos encontrar semelhanças nas cenas mais eróticas mas não passa disso, tudo o resto é uma lufada de ar fresco. 
   Fiquei completamente apaixonada pelo Nox... mas também, quem não ficaria? É um personagem tremendamente envolvente, sensual e atrevido, que nos deixa extremamente curiosos para sabermos muito mais sobre ele. No final deste livro, acabamos por conhecer mais facetas da sua vida, mas ainda assim quis mais, muito mais...
   Também gostei imenso da Alexandria, que é uma personagem forte que nos leva a colocarmo-nos no seu lugar de forma a entendermos o que motiva as suas acções.
   Quando pensamos que já descobrimos tudo o que se está a passar, e que não irá acontecer nada de extraordinário, este livro tem o dom de nos surpreender e mostrar-nos que tem muito mais voltas para dar e situações inesperadas que espreitam a cada novo capítulo.
   O final é absolutamente de cortar o fôlego pois, além de nos trazer uma reviravolta muito interessante, deixa-nos a desejar ler o volume seguinte logo de imediato para descobrirmos como é que os nossos personagens se vão encaixar na nova dinâmica criada.
   Este é sem dúvida um bom livro que recomendo a todos os fãs de romance erótico.


Classificação:
Ficção Estrangeira
Tradução: Carlos Romão
Págs.: 536
Capa: mole com badanas
PVP: 18,80 €

A autora bestseller de O tempo entre costuras regressa com um romance histórico de grandes emoções

   É um regresso há muito esperado. De Maria Dueñas, a autora espanhola mais lida em todo o mundo, a Porto Editora faz chegar às livrarias de todo o país As vinhas de La Templanza, no próximo dia 24 de maio.
   Neste livro, a autora dá a conhecer Mauro Larrea, um empresário que, num revés do destino, perde toda a fortuna conquistada nas duras minas do México. Sem nada, ruma a Havana, na tentativa de se reerguer. Aí, começa um turbilhão de acontecimentos e emoções na sua vida. Parte para Espanha, troca o negócio do minério pelo da vinha e deixa-se encantar por Soledad Montalvo, uma mulher lutadora e antiga proprietária de La Templanza.
   Maria Dueñas regressa ao género que a celebrizou com o seu romance de estreia, O tempo entre costuras, e apresenta um relato histórico e de costumes, pleno de cenários exóticos e sedutores que conduzem o leitor ao longo da segunda metade do século XIX, numa viagem entre a jovem república mexicana e a cosmopolita Jerez de La Frontera.
   À semelhança do que aconteceu com o sua primeira obra (O tempo entre costuras foi uma das séries mais vistas na Antena 3), também As vinhas de la Templanza terá uma adaptação ao pequeno ecrã, que já está a ser produzida por esta mesma estação televisiva, responsável, por exemplo, por êxitos mundiais como A Casa de Papel.

SINOPSE
   Uma história de coragem perante as adversidades e de um destino marcado pela força de uma paixão.
   Nada fazia supor a Mauro Larrea que a fortuna que tinha conquistado fruto de anos de luta e perseverança se desmoronaria de um dia para o outro, graças a um inesperado revés.
   Asfixiado com dívidas e afogado em incertezas, aposta os últimos recursos numa jogada temerária na esperança de se reerguer. Até que a perturbadora Soledad Montalvo, mulher dum negociante de vinhos inglês, entra na sua vida para o arrastar rumo a um futuro inesperado. Da jovem república mexicana à radiante Havana colonial, das Antilhas à Jerez da segunda metade do século XIX quando o comércio de vinhos com Inglaterra converteu a cidade andaluza num enclave cosmopolita e lendário, por todos estes cenários se desenrola As vinhas de La Templanza, um romance que fala de glórias e derrotas, de minas de prata, intrigas de família, vinhas e cidades fascinantes cujo esplendor se desvaneceu com o tempo.

A AUTORA
   Doutorada em Filologia Inglesa, Maria Dueñas é professora titular da Universidade de Murcia depois de ter já passado pela docência em várias universidades norte-americanas. É autora de trabalhos académicos e de muitos projectos educativos, culturais e editoriais.
   Maria Dueñas nasceu em Puertollano (Ciudad Real) em 1964, é casada, tem dois filhos e reside em Cartagena.
   O Tempo entre Costuras foi o seu primeiro romance, publicado pela Porto Editora, tendo sido adaptado à televisão e exibido em Portugal pela TVI.